O pastor Neuton Lima, 55, vice-presidente da Assembleia de Deus, ministério de Belém, em Indaiatuba (SP), causou polêmica ao dizer em um culto que a máscara contra o coronavírus é “frescurite”.

O líder religioso também disse que na sua igreja ninguém era obrigado a usar a máscara.

A declaração do pastor vai de encontro as orientações das autoridades sanitárias, e contra o decreto do governo do estado.

+ Shirley Carvalhaes fará live especial neste sábado dia 23

De acordo com informações do site Paulopes, pelo menos uma fiel e o seu esposo morreram de Covid-19.

Jadilce Batista, 77, frequentava um templo da igreja havia 33 anos. Era casada com Manoel Rosa da Silva, 74. Ela morreu primeiro e o marido, cinco dias depois, neste mês.

A filha do casal, Cibele Batista da Silva dos Santos, 39, disse que não há como provar que a mãe pegou o coronavírus na igreja, contagiando depois o seu pai.

“Mas irmãs da igreja de minha mãe falaram da aglomeração, que ia muita gente e que a maioria não usava máscara de proteção e nem ofereciam álcool gel.”

Ela também acrescentou que o casal tinha boa saúde, e faziam exercícios físicos. Cibele disse que a mãe começou se sentir mal no dia 26 de abril, após retornar do culto.

+ Pastor morre de coronavírus e família fica contaminada

A filha do casal também contou que  soube por intermédio do filho do pastor de sua mãe que ele estava com Covid-19, recuperando-se em casa. Entretanto, o pastor Neuton Lima, teria negado essa informação, dizendo que está com dengue.

Assista ao vídeo.

The post Pastor que disse que máscara era “frescurite” pode estar com coronavírus appeared first on O Fuxico Gospel.